Eduardo Coudet é oficialmente apresentado

O Chacho voltou (e com o portunhol afinado)! Minutos após comandar seu segundo treino no retorno ao Inter, o argentino Eduardo Coudet foi oficialmente apresentado na Sala de Imprensa do Beira-Rio. Em entrevista concedida na tarde desta sexta-feira (21) , o treinador do Clube do Povo, que assinou contrato até dezembro de 2023, prometeu muito trabalho para entregar à torcida um time com o qual ela possa se identificar.

“Eu vou tentar trabalhar, tentar não, eu vou trabalhar da melhor forma. Posso prometer trabalho, e vamos tentar que as coisas aconteçam da melhor maneira. Mais que isso, não posso prometer. Se pudesse prometer o resultado, estaria encantado, mas vamos tentar fazer todo o possível, como sempre falo, sobretudo para que a torcida se sinta identificada com o que vê em campo. Para isso vamos trabalhar.”

Eduardo Coudet

Coudet posa com a carteirinha de sócio do Inter/Foto: Ricardo Duarte

Foi o presidente Alessandro Barcellos quem abriu a coletiva de apresentação de Coudet. Inicialmente, o mandatário manifestou as condolências coloradas pelo falecimento de Maria de Lourdes da Silva, mãe do centroavante Luiz Adriano. Depois, em seu pronunciamento, o dirigente sublinhou a satisfação com que Chacho recebeu a proposta do Clube do Povo, reação que alimenta expectativas de que o profissional atinja grandes objetivos à frente do Inter.

“Nós estamos na 15ª rodada do Campeonato Brasileiro, um campeonato de 38 rodadas. Portanto, muita coisa ainda por jogar, por disputar. Estamos às vésperas de uma decisão importante na Libertadores da América, contra um grande adversário. E esse desafio foi compartilhado, também, com o Coudet, e nos deixa bastante satisfeitos a forma com que ele recebeu este convite e a forma como ele nos respondeu. (…) Isso demonstra, também, o sentimento que moveu a decisão dele em aceitar nos ajudar. Acho que isso traduz um pouco a nossa expectativa.”

Alessandro Barcellos

Coudet recebeu uma camiseta dos representantes colorados/Foto: Ricardo Duarte

Para o vice-presidente de Futebol do Inter, Felipe Becker, os dois primeiros treinos organizados por Coudet serviram para demonstrar a motivação com que a nova comissão técnica aterrissou em Porto Alegre. Após desembarcar na noite de quarta-feira (19), quando foi recepcionado por festa da torcida, o argentino teve seu primeiro contato com o grupo de jogadores já na tarde de quinta, no CT Parque Gigante.

“É com satisfação que recebemos o retorno ao Clube do Eduardo Coudet. O Chacho e sua comissão técnica, nos dois primeiros dias de trabalho, demonstraram muita vontade, muita dedicação. E eu tenho certeza que, nessas duas competições que ainda estamos disputando, vamos conquistar bastantes coisas. Estamos juntos, Coudet, e conta conosco para tudo que precisar para realizar um grande trabalho.”

Felipe Becker

Felipe Becker (E), Alessandro Barcellos, Eduardo Coudet e Magrão (D)/Foto: Ricardo Duarte

Concluindo as manifestações de representantes alvirrubros, Magrão, gerente esportivo do Inter, destacou a ótima relação que Eduardo Coudet nutre com os profissionais do Clube do Povo. O ídolo colorado, que viajou até a Argentina para assinar com o treinador, confidenciou ter procurado referências internas a respeito do trabalho de Chacho, e as respostas obtidas foram as melhores possíveis.

“O que mais vale para a gente é o nosso vestiário, o que se fala ali dentro. E ali dentro sempre se falou muitas coisas boas dele. Eu pude ver isso na minha viagem à Argentina, onde a gente fechou a negociação com o Coudet. A vontade dele, da comissão, de estar aqui no Internacional e fazer parte do Internacional. Deixar aqui o meu boa sorte, acredito que a gente pode fazer um grande trabalho juntos. Bem-vindo ao maior do Rio Grande!”

Magrão

Coudet já comandou dois treinos/Foto: Ricardo Duarte

A importância do trabalho, paciencioso mas obstinado, a leitura que tem do grupo do Inter e a satisfação em retornar ao Beira-Rio foram alguns dos pontos abordados por Eduardo Coudet ao longo de uma bem-humorada entrevista coletiva. Visivelmente à vontade, o argentino elogiou a disposição apresentada pelos jogadores para absorver as orientações como um importante diferencial nesse momento de troca no comando.

Foto: Ricardo Duarte

“Cada treinador tem uma maneira de sentir o futebol. Cada treinador trabalha uma forma diferente. Não é melhor, nem pior. É diferente. Tenho uma maneira de trabalhar, vocês já conhecem. As trocas de trabalho sempre levam um tempo. Hoje trabalhamos bem, e vamos chegar ao jogo com menos de três treinos, então vamos tratar de fazer as coisas da melhor maneira. Sinto os jogadores com muita vontade de dar certo. Temos um grupo com muita qualidade e com ganas de comprar a ideia. Então, vamos tentar que flua o quanto antes.”

Eduardo Coudet

Depois de treinar o Inter entre os meses de janeiro e novembro de 2020, Eduardo Coudet já sabe quando voltará a ocupar a casamata colorada (e será muito em breve). No próximo domingo (23/07), o treinador fará sua reestreia pelo Clube do Povo a partir das 16h, fora de casa, contra o Bragantino. Para a partida, válida pela 16ª rodada do Brasileirão, o argentino espera que a equipe apresente algumas das ideias da nova comissão técnica.

“Estou achando que temos muita qualidade. Volto a dizer, temos jogadores muito bons. A troca de trabalho custa, mas vamos trabalhar. Não tem outra maneira que não trabalhar e tentar levar a ideia para campo o quanto antes. Seguramente, a cada vez vamos nos sentir melhores com a ideia. Quanto vai demorar? Não sei. Se soubesse, estaria ou mais tranquilo, ou mais nervoso. Mas, no futebol, não se sabe quanto tempo necessita. Obviamente, necessitamos de tempo de trabalho, mas vamos tentar que algo dê certo já no domingo.”

Eduardo Coudet

Coudet reestreia no próximo domingo/Foto: Ricardo Duarte

Ao longo das 46 partidas em que já comandou o Clube do Povo, Coudet pôde celebrar 71 gols marcados pelo Inter. Característica marcante dos trabalhos desenvolvidos pelo argentino, a ofensividade seguirá presente no segundo ato de Chacho no Beira-Rio. Para atingi-la, porém, o treinador afirma – sem medo de soar repetitivo: o único caminho é o trabalho.

“Geralmente, uma característica que os meus times têm é de ser ofensivo. Seguramente, vocês podem encontrar carências, mas também uma virtude é que gosto de atacar. Gosto que meu time gere muitas situações. Vão achar que sou repetitivo, mas a palavra é trabalho. Trabalhar, trabalhar e não tem mais. Mas temos um grupo muito qualificado.”

Eduardo Coudet

Sedento por vitórias, Coudet está consciente dos desafios que o futuro lhe reserva. Depois de encarar o Bragantino, o Inter voltará a campo no sábado seguinte (29/07), dentro de casa, contra o Cuiabá. Válida pela 17ª rodada do Brasileirão, a partida será sucedida, em apenas três dias, pelo jogo de ida das oitavas de final da CONMEBOL Libertadores. Na Argentina, o Colorado enfrentará o River Plate, com a volta prevista para 8 de agosto.

“Sei que é uma situação em que a posição na tabela temos que melhorar, e que vamos enfrentar, talvez, não sei o que acham que vocês, o River, que, com segurança, é um dos favoritos do momento. Mas vamos trabalhar, tratar de melhorar e, como falei anteriormente, ganhar. Ganhar jogos. Seguramente, é o que mais queremos e o que o torcedor quer que aconteça.”

Eduardo Coudet

Novo técnico colorado foi oficialmente anunciado/Foto: Ricardo Duarte

Encerrada a entrevista coletiva, o técnico colorado já iniciou os planos para o próximo treino que comandará em Porto Alegre. Na manhã de sábado (22), o Inter encerrará com portões fechados os preparativos para a visita ao Bragantino. Horas mais tarde, o elenco embarca para o interior de São Paulo, onde buscará três importantes pontos na luta pelas primeiras posições do país.

Todos os Direitos Reservados Rádio Cachoeira
Desenvolvido por Rafael Bordignon
Hospedado por Three Tecnologia

Logo Cachoeira

Compartilhe

×