Brasil e Costa Rica não saem do zero na estreia na Copa América

Jogando na noite dessa segunda-feira (24) no SoFi Stadium, em Los Angeles (EUA), a Seleção Brasileira estreou na Copa América de 2024 com um empate em 0 a 0 com a Costa Rica. A equipe sob o comando de Dorival Júnior chegou a ter um gol anulado no primeiro tempo. O próximo compromisso é contra o Paraguai, em Las Vegas, às 22h de sexta-feira (28).

Esse foi o primeiro empate em 12 confrontos entre as duas equipes desde 1956. O retrospecto é amplamente favorável ao Brasil, que acumula dez vitórias e apenas uma derrota – 3 a 0 para a Costa Rica na casa do adversário, durante o Campeonato Pan-Americano de 1960. O saldo também é amplo: 34 gols marcados contra nove sofridos.

Em edições a Copa América, foram duas goleadas sobre os costarriquenhos. A primeira na Bolívia em junho de junho de 1997 (5 a 0) e a outra no Peru, em julho de 2004 (4 a 1). A última vez em que as duas Seleções haviam se enfrentado foi na segunda rodada da Copa do Mundo de 2018 (Rússia). Placar: 2 a 0, com rede estufada por Philippe Coutinho e Neymar.


Jogo

O time comandado por Dorival Júnior pressionou, tentou mas parou na retranca costarriquenha, que se defendeu praticamente com oito jogadores dentro da área o tempo inteiro.

A Canarinho chegou a balançar as redes com Marquinhos no primeiro tempo, mas o lance foi anulado por posição de impedimento do zagueiro. As equipes somaram o primeiro ponto no Grupo D da competição.

Foi praticamente ataque contra defesa. O Brasil dominou a posse de bola, mas nem sempre transformou isto em chances claras de gol. A Costa Rica tinha a estratégia clara: se defender com o máximo de jogadores perto da área possível, dificultando a vida dos pontas da Seleção, principalmente Vini Jr., que pouco fez.

O melhor momento do time de Dorival Júnior na partida foi justamente na metade do primeiro tempo, quando Marquinhos balançou as redes em cobrança de falta de Raphinha. O lance, porém, foi anulado por posição irregular do zagueiro.

No segundo tempo, Lucas Paquetá colocou uma bola na trave. O time pressionou na reta final, mas parou na retranca e nas defesas do goleiro Sequeira.


Títulos

Com nove títulos, a Seleção ganhou cinco das últimas dez edições da Copa América (1997, 1999, 2004, 2007 e 2019). Com isso, o Brasil é o maior vencedor da competição nos anos 2000.

O último título da equipe foi em 2019, em final contra o Peru, com o placar de 3 a 1. O jogo, no Maracanã, contou com 58 mil torcedores. Everton Cebolinha, Richarlison e Gabriel Jesus marcaram para a Seleção.

Os demais quatro títulos conquistados pelo Brasil foram em 1919, 1922, 1949 e 1989.


Ficha técnica

– Brasil: Alisson, Danilo, Éder Militão, Marquinhos, Guilherme Arana, Bruno Guimarães, João Gomes (Gabriel Martinelli), Lucas Paquetá, Raphinha (Endrick), Rodrygo e Vini Jr (Savinho). Técnico: Dorival Júnior.

– Costa Rica: Patrick Sequeira, Mitchell, Juan Vargas, Calvo, Quirós, Brenes (Bran), Galo, Lassiter (Joseph Mora), Aguilera (Gerald Taylor), Zamora (Campbell) e Ugalde (Madrigal). Técnico: Gustavo Alfaro.

– Arbitragem: César Ramos (MÉX), auxiliado por Alberto Morin (MÉX) e Marco Bisguerra (MÉX). Quarto árbitro: Alexis Herrera (VEN). VAR: Guillermo Pacheco (MÉX).

Todos os Direitos Reservados Rádio Cachoeira
Desenvolvido por Rafael Bordignon
Hospedado por Three Tecnologia

Logo Cachoeira

Compartilhe

×