Confira os trajes oficiais das sobernas da Oktoberfest

As soberanas da Oktoberfest apresentaram seus trajes oficiais na tarde desta quinta-feira. Entre os símbolos que marcam a Oktoberfest de Santa Cruz do Sul estão as histórias das tradições germânicas, que passam de geração para geração e se fortalecem com o passar dos anos. E são essas histórias que vêm desde os primórdios da imigração que inspiraram a criação dos trajes oficiais da 38ª Festa da Alegria.

Em 2023, a rainha Camila Eduarda Schaefer e princesas, Marilia Fischer e Daniela Schoeninger, vão representar a maior festa alemã do Rio Grande do Sul com vestidos inspirados na história herdada dos colonizadores.

Confeccionados pela equipe do Atelier Joana Tornquist, os trajes oficiais da 38ª Oktoberfest, inspirados no tema da Festa – Nossa História, Nosso Futuro, foram oficialmente apresentados em cerimônia realizada na tarde desta quinta-feira, 13, no Salão Nobre do Palacinho. Além de ressaltar a beleza das soberanas, os lindos vestidos contam um pouco da história da cultura alemã e das tradições trazidas pelos imigrantes.

De acordo com o presidente da 38ª Oktoberfest, João Goerck, a partir da apresentação dos vestidos, o trabalho de divulgação da festa se intensifica. “Estamos felizes com o resultado alcançado após um árduo trabalho de escolha de todos os detalhes dos vestidos. E agora serão meses de muito empenho e dedicação de todas as equipes da coordenação. Teremos muitas novidades, que certamente vão contribuir para o sucesso de mais uma Oktoberfest”, destacou. Em 2023, a Festa da Alegria ocorre de 5 a 8, 11 a 15 e 19 a 22 de outubro.

A história contada nos trajes – Os trajes oficiais (gala) das soberanas da 38ª Oktoberfest foram confeccionados em dois tipos de veludo, tecido metalizado e renda arabescada. Os bordados contam com cristais, pérolas e cristais Swarovki. Conforme a estilista Joana Tornquist, tudo foi trabalhado com um conceito. “Assim como uma joia, a nossa história deve ser passada de geração para geração – bela, duradoura e preciosa.

No vestido, a cultura é representada através das pérolas que ornam todo o modelo. Da mesma forma, o dourado e o marrom remetem à riqueza dos laços com o passado. Enquanto o branco, a prosperidade do futuro”, enfatiza ela.

Já os trajes de passeio, também criados por Joana, trazem o conceito de luz e leveza. “São iluminados e leves como um lindo dia de sol. Foram criados para representar a alegria de um lindo final de semana na Oktoberfest”, destaca. As peças foram confeccionadas em tecidos nobres como o jacquard com detalhes dourados, saia de tweed off white e o avental bordado a mão de trigos, uma referência à riqueza da agricultura, forte base da cultura alemã.

Todos os Direitos Reservados Rádio Cachoeira
Desenvolvido por Rafael Bordignon
Hospedado por Three Tecnologia

Logo Cachoeira

Compartilhe

×