RS deverá ter chuva no início e final da semana; algumas regiões podem registrar volumes superiores a 100 milímetros

A previsão para a semana é de momentos de instabilidade, com chuva em quase todo o Estado, e alguns dias de frio e tempo firme. Os municípios localizados na Metade Norte deverão ser mais afetados, podendo registrar volumes superiores aos 100 milímetros de chuva entre segunda (24) e sexta-feira (28). A temperatura deve cair significativamente em todo o Rio Grande do Sul, fazendo com que os dias sejam típicos de inverno.

A chuva começa já na noite deste domingo (23) e segue durante a madrugada de segunda-feira. Antes de amanhecer, há chances de temporais no Norte, Serra, Região Metropolitana e Região dos Vales, com risco de chuva forte e queda de granizo. Durante o dia, o tempo fica instável em parte do Centro, Região Metropolitana, Serra, Região dos Vales, Norte e Noroeste. Segundo a Climatempo, a segunda-feira será nublada e com possibilidade de chuva a qualquer momento.


Há chances para temporais, com chuva forte e descargas elétricas, principalmente nos municípios do Norte, Noroeste e da Serra. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) publicou um alerta laranja, de perigo, para alguns municípios dessas regiões, que podem registrar entre 50mm e 100mm de chuva ao longo do dia. O aviso é válido até as 10h de segunda-feira. Na Região Metropolitana, volume de chuva deve ser inferior aos 50mm. No centro do Estado, a chuva deve ser mais fraca. Na Fronteira Oeste, Campanha e Sul, o tempo fica firme.

— A chuva vai perdendo intensidade ao longo do dia, conforme a frente fria se desloca em direção à Santa Catarina. Nas áreas da fronteira, como nos municípios do topo do Norte e da Serra, a chuva deve ser mais forte. Nas demais regiões, vai entrando uma massa de ar frio e seco, fazendo a temperatura cair — afirma Murilo Lopes, meteorologista da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

Queda de temperatura

O Inmet emitiu dois alertas para o declínio de temperatura. O aviso laranja, que sinaliza perigo, chama atenção para a possibilidade de queda superior a 5ºC na Metade Sul. Municípios do Sul, Campanha, Fronteira Oeste, Região Metropolitana e Centro podem registrar mínimas mais baixas do que o habitual dos últimos dias. Já o amarelo, de perigo potencial, engloba os municípios da Metade Norte e sinaliza a chance de a temperatura cair entre 3ºC e 5ºC. Ambos os avisos são válidos até a manhã de terça-feira (25).

A previsão da Climatempo garante que há condição de chuva fraca no Noroeste, Norte e Serra durante a manhã e a tarde da terça-feira. À noite, a instabilidade pode aumentar, causando chuva mais forte. A boa notícia é que não há risco de temporal. Na Região das Missões e no Centro ainda podem ocorrer algumas pancadas de chuva. Na Região Metropolitana e na Região dos Vales, o dia será nublado, com possibilidade de chuva no período da noite. Na Fronteira Oeste, Campanha e Sul, o tempo seguirá firme.

— A instabilidade se espalha um pouco mais para o restante do Estado na madrugada de quarta-feira (26). Uma área de baixa pressão, que se desloca a partir do norte da Argentina, vai provocar chuva no Rio Grande do Sul e dar origem a um ciclone em alto mar. O fenômeno não afetará o Estado, mas a região costeira pode registrar vento — garante Lopes.

O tempo começa a ficar firme na quarta-feira, mas ainda há possibilidade de pancadas de chuva na Metade Norte. Com a entrada de ar frio pelo sul do Estado, a tendência é que a temperatura fique mais característica de inverno. Segundo o Inmet, São Francisco de Paula, na Serra, deve registrar a mínima do dia: 2ºC. Em Porto Alegre, a temperatura pode variar entre 8ºC e 14ºC.


Possibilidade de geada

A quinta-feira (27) pode amanhecer com geada na Campanha e na Serra. Segundo Lopes, as mínimas podem ficar próximo dos 5ºC em vários municípios gaúchos. A previsão do Inmet indica que, na Capital, a mínima será de 7ºC e a máxima, 15ºC. Em Rio Grande, no Sul, a temperatura deve variar entre 3ºC e 15ºC.

Ainda com frio, na sexta-feira (28), a chuva retorna ao Estado. A condição começa na Metade Norte e, ao longo do dia, passa a afetar as outras regiões. No Norte e na Serra, a chuva deverá ser mais intensa, aponta Lopes. O meteorologista ressalta, ainda, que há chance de temporais.

— Na Serra e no Norte, deve chover 50mm. Somando toda semana, essas regiões podem registrar volumes superiores aos 100mm. O somatório da Região Metropolitana deve ser um pouco menor. De modo geral, vai ser um volume razoável de chuva para a semana. Como a condição é mais bem distribuída, os rios devem crescer, mas não será nada muito abrupto que vá trazer problemas como vimos em maio — garante.

Segundo Lopes, o comportamento da chuva está dentro do que foi previsto para o mês de junho. No início do mês, o meteorologista previu que a segunda quinzena seria mais chuvosa. A única preocupação é que muitos municípios gaúchos já atingiram a média de chuva habitual para junho. No Rio Grande do Sul, costuma chover entre 100mm e 200mm no mês inteiro.






gzh

Todos os Direitos Reservados Rádio Cachoeira
Desenvolvido por Rafael Bordignon
Hospedado por Three Tecnologia

Logo Cachoeira

Compartilhe

×